História Gelados Globo  
         
 

1935

Fundação das Gelados Globo (Venda Ambulante)

Por altura do início do século XX, mandava a tradição que os jovens de Castelo, freguesia de Moimenta da Beira, fossem para a cidade vender castanhas. Foi o que aconteceu com o fundador da empresa, Manuel Fernandes dos Santos que, por volta de 1934, veio de Castelo para a cidade do Porto, com um "gigo" (cesto de vime, alto e estreito), para vender castanhas assadas no forno.

Numa das padarias onde assavam castanhas, Manuel dos Santos conheceu um galego que, no Inverno vendia castanhas e no Verão gelados. Em 1936, por altura do Verão, Manuel dos Santos decidiu ficar na cidade para aprender, com o galego, tudo sobre a venda de gelados. Manuel dos Santos ficou durante o primeiro ano no Verão e no Inverno, acabando por fazer da venda de castanhas e de gelados um hábito, que se prolongou por muitos anos. Foi, assim, dado o primeiro passo para que, mais tarde, aparecesse a marca Gelados Globo.

   
         
 

1958

Fabrico do 1º gelado de pauzinho manual

O mercado de gelados não dispunha de quaisquer regras, até que no ano de 1958 foi publicada a primeira legislação. A Gelados Globo, que até então fazia os gelados em casa, para cumprir a lei, teve de requerer um alvará com o intuito de fazer obras, criando uma superfície de 16m2. Por esta altura fabricavam cerca de três litros de gelados por dia.

A partir de 1958 foi também proibida a venda ambulante de gelados em "barquilho" (gelados avulso), permitindo apenas gelado embalado. Como consequência desta legislação, iniciou-se o fabrico manual do gelado de pauzinho.

   
         
 

1964

Fabrico do 1º gelado de cone

A Gelados Globo sentiu a necessidade de desenvolver um produto inovador e atraente para os consumidores, pelo que, passou a fabricar os gelados de cone.

   
         
 

1968

Entrada em funcionamento da 1ª Instalação de fabrico de mix automático

Como forma de responder às exigências do mercado, que eram cada vez maiores, foi inaugurada a primeira instalação de fabrico mix automático. Os gelados eram agora produzidos com um equipamento técnico moderno, importado de Itália. A empresa passou a produzir 100 litros de gelado por hora.

   
         
 

1972

Organização do 1º e único Congresso dos Fabricantes de Gelados

A Gelados Globo organizou o 1º e único Congresso dos Fabricantes de Gelados, que reuniu empresas de todo o país.

Este encontro, para além de ter permitido um primeiro contacto e uma maior aproximação entre os fabricantes de gelados, também possibilitou que fossem partilhadas informações acerca do negócio.

     
         
 

1976

1ª linha de fabrico de gelados de pauzinho automática

Por altura do pós-25 de Abril, verificou-se o maior movimento migratório do século, com a chegada dos retornados a Portugal. Como forma de responder a este grande aumento de consumidores e consequentemente aumento da procura por gelados, foi instalada a 1ª linha de fabrico de gelados de pauzinho automática. A produção passou a ser de 6000 gelados de pauzinhos por hora.

   
         
 

1978

1ª linha de enchimento de copos e cones automática

Para continuar a responder à grande procura de gelados, a empresa deu continuação ao processo de automatização das linhas, instalando a 1ª linha de enchimento de copos e cones automática. A Gelados Globo passou a produzir 1000 litros de gelados por hora.

   
         
 

1992

Início da construção das instalações actuais

As instalações que a empresa dispunha tornaram-se exíguas face à evolução do mercado. Sendo assim, iniciou-se a construção de uma unidade fabril mais moderna, apta a responder às exigências dos consumidores.

Este foi, para a empresa, um ano repleto de bons acontecimentos. Foi inaugurada a moderna instalação fabril, com 5650m2, com uma capacidade de produção de 3000 litros por hora.

Este ano foi também marcado pelo início da exportação, com a venda de produtos para Espanha. Tendo em conta a evolução dos estilos de vida e da demografia que trouxeram alterações nos hábitos alimentares da sociedade portuguesa, foi desenvolvida uma gama de produtos 0%, ou seja, com 0% de gordura e açúcar, especialmente indicados para pessoas que querem "manter a linha" ou que são diabéticas.

   
         
 

1996

1ª linha de extrução automática

A Gelados Globo sempre teve a preocupação em melhorar a qualidade dos seus produtos. Como forma de tornar o gelado mais macio e aveludado, a empresa instala a 1ª linha de extrusão automática.

   
         
 

1998

1ª linha de tartes automática

Por esta altura, começam a surgir no mercado sobremesas geladas. Como forma de manter a par do que se comercializava no mercado, a empresa também iniciou a produção de tartes, instalando uma linha automática.

   
         
 

2001

Início da fabricação de marcas brancas

Em 2001, a Gelados Globo começa a fabricar produtos para empresas privadas, ou seja, produtos de marcas brancas.

O fabrico destas marcas representou, para a empresa, uma oportunidade de aproveitar melhor a capacidade fabril de ampliar a participação dos seus produtos no mercado.

     
         
 

2002

Início da venda na grande distribuição

Agora com uma unidade industrial moderna e flexível, a empresa estava preparada para investir numa nova estratégia: a grande distribuição.

Esta foi uma grande aposta na criação de novos canais de distribuição, cujo objectivo era potenciar a presença da Gelados Globo no mercado.

Tendo tido como consequência imediata o aumento da base de clientes, esta estratégia também representava um enorme potencial para o futuro.

     
         
 

2005

Lançamento dos gelados para cão

A Gelados Globo foi pioneira mundial no lançamento de gelados para cão, apresentados pela primeira vez em 2005, na Feira Alimentar em Lisboa – FIL (Feira Internacional de Lisboa).

Este produto, de marca Mimopet, foi desenvolvido e concebido com o acompanhamento de uma equipa de médicos veterinários.

Trata-se de um gelado de baunilha, especialmente concebido para ser consumido pelos caninos sem qualquer malefício para a sua saúde.

   
         
 

2009

Criação da linha de petiscos congelados marca D. Salvatore.

Especialidades: Francesinhas e Bifanas.

   
 

 

     
     
 
Gelados Globo   geral@geladosglobo.com